Pastoral da Sobriedade

sobriedade
A HISTÓRIA DA PASTORAL DA SOBRIEDADE

A Pastoral da Sobriedade nasceu de um desafio lançado por João Paulo II a todos nós: Lutar contra o flagelo da dependência química que assola tantas famílias de nossa sociedade. Suas palavras: “A igreja que quer atuar – e é o seu próprio dever – na sociedade como fermento evangélico, está e continuará sempre junto dos que enfrentam com responsável dedicação a praga social da droga e do alcoolismo, para encorajá-los com a palavra e a graça de Cristo. A droga é um mal e ao mal não se dá trégua.”

1998 - Pela graça de Deus e inspirados pelo Espírito Santo na 36ª Assembléia Geral da CNBB, realizada em Itaici (SP), de 22 de abril a 1º de maio de 1998, Dom Irineu Danelon propôs uma ação articulada na igreja, onde foi implantada a Pastoral da Sobriedade, anteriormente chamada de Pastoral de Prevenção e Recuperação em dependência química.

Profeticamente e com a certeza absoluta de defender a vida – "Vida plena e em abundância" Jo 10,10 – a proposta de Jesus Cristo – corajosamente aprovaram a criação da Pastoral da Sobriedade para que em nossa Igreja tenhamos uma ação concreta e organizada e tem por objetivo atuar em cinco frentes de trabalho: Prevenção, Recuperação, Reinserção Familiar e Social e a Atuação Política.

Ela também atua, através de seu método de grupo de auto-ajuda, em outros tipos de dependências como: dependências psicológicas (depressão, fofoca, compulsão e outras).

Os dependentes químicos e de seus familiares, com o Grupo de Auto-ajuda, através de reuniões semanais vivenciando o Programa de Vida Nova através dos  12 Passos da Pastoral da Sobriedade, fundamentados e baseados no Evangelho e na doutrina da Igreja.

2001 - foi criada a Coordenação Nacional de Formação para agentes da Pastoral da Sobriedade, consenso dos congresso regionais.

Pe. João Ceconello foi designado, por Dom Irineu Danelon, Coordenador Nacional de Formação, centralizando a formação, a capacitação e o treinamento dos agentes da Pastoral em Curitiba-PR.

A você que é ou vai se tornar um Agente da Pastoral da Sobriedade e também a todos aqueles que já estão no Projeto de Jesus, Este um dia lhe dirá: 

"Vinde benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde antes da criação do mundo; porque tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber, era peregrino e me acolhestes, estava nu e me vestistes, enfermo e me visitastes, estava na prisão ... era dependente químico ... e viestes a mim". Mateus 25,34-39

2013 - E na JMJ RIO 2013 o Papa Francisco diz : É preciso apoiar quem caiu na "escuridão da dependência". “Vocês nunca estão sozinhos. A Igreja e muitas pessoas estão solidárias com vocês.¨

Dom Irineu nos diz que : O mal está bem articulado, é preciso articular bem o bem. O MILAGRE SE DA NA PERSEVERANÇA .

2009 - Salto SP aos 19 dias de dezembro de 2009 e 16 de janeiro de 2010. Pe. João Benedito Pires das Neves implantou a Pastoral da Sobriedade na Paróquia de Cristo Rei, foi realizado o primeiro Curso de Formação de novos agentes da Pastoral da Sobriedade na igreja Sta Elizabeth, Paróquia de Cristo Rei, Diocese de Jundiaí.

Estavam presentes neste curso representantes das cinco Paróquias de Salto.

Depois de alguns agentes e participantes vivenciarem durante 3 meses os 12 passos foi feito um envio pelo Pe. João Benedito Pires das Neves  e o convite foi feito  para os padres das  paroquias que também aceitaram a implantar  a Pastoral da Sobriedade .

Coordenadores Diocesano : Noel de Souza e  Maria Inês de Oliveira Rezende
E-mail: noelmariaines.sobriedade@hotmail.com

Hoje a Pastoral atua nas 4 Paroquias da cidade de Salto .

Reuniões Semanais :

2ª FEIRA - 20:00hs - Paróquia São Roque - R: Costa Rica nº 309 B: Jardim das Nações
4ª Feira - 15:00hs - Paróquia São Benedito - Centro - Salto
5ª FEIRA - 19:30 - Paroquia Nossa Senhora Aparecida – Comunidade Sta Cruz - Av.Anita Garibaldi 361 - B: Santa Cruz
6ª FEIRA - 20:00hs - Paroquia Cristo Rei - Comunidade São João Paulo II - Rua Zalfieri Zani, 145 – Jardim Saltense

www.sobriedade.org.br